Pular para o conteúdo principal

Sons da Manhã - Reflexão

Este mês decidi centrar a minha atenção numa experiência que está a deixar-me bastante surpreendido. Falo-vos dos “Sons da Manhã”, a actividade de Animação dirigida á sala de berçário, da nossa instituição.
Tem sido uma experiência fantástica, poder contribuir para que este público específico possa sentir novas emoções e sensações. Tocar para estes bebés é como se por momentos esquecêssemos o mundo lá fora e todos os problemas que dele advém. Por breves instantes recordamos toda a nossa infância e passamos a fazer parte integrante daquele cenário de nostalgia, alegria e paz.
Certas manhãs, quando a música tocada é um tanto ou quanto relaxante, a maioria dos bebés chegam mesmo a adormecer, deixando-nos a nós, adultos, com um enorme sorriso na cara e um ar de imensa satisfação, por estarmos a contribuir para o bem estar destes pequenotes. Também os estímulos provocados pelas melodias apresentadas nestas sessões já se começaram a notar. Palmas espontâneas, sorrisos, e até já houve dança para aqueles pequenitos que começam agora a dar os primeiros passos.
Os nossos bebés também já tiveram contacto com alguns instrumentos musicais, podendo assim experimentar novos sons e materiais.
Em tom de curiosidade, a situação mais engraçada que surgiu até hoje foi a de alguns bebés que estavam em silêncio enquanto tocava piano e, mal parava de tocar repentinamente começavam a chorar, mas, também já aconteceu o contrário. Enfim, o importante é contrariar velhos preconceitos de que os bebés, apenas necessitam da satisfação das necessidades fisiológicas, dado que é fundamental gerar emoções e sentimentos que possam contribuir para um crescimento afectuoso, saudável e estimulante, cheio de coisas boas.

Texto: Fábio Pires (Técnico Superior de Animação Educativa e Sócio Cultural).

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

"Quem quer quentes e boas, quentinhas...."

O nosso magusto. Uma atividade intergeracional, uma tarde diferente para todos. Mais uma vez ressalvamos que as tradições devem ser mantidas, acolhendo as gerações futuras, obtendo o seu contributo e valorizando os costumes antigos reveladores da identidade sócio cultural de cada população ou grupo.
    A animar a festa, contámos com a boa vontade dos senhores, Joaquim Fontinha e Joaquim Sousa, que musicalmente alegraram os presentes. Um agradecimento especial a eles, por toda a disponibilidade em participar nas várias atividades de animação, ao longo do ano.







Grupo de cantares - Os nossos ensaios

* residentes erpi

Preparação da decoração de Natal

Já está em curso a preparação da decoração de Natal para as respostas sociais de centro de dia e lar. Os utentes\residentes estão empenhados nesta atividade. Postamos algumas fotografias que mostram bem a dedicação que os intervenientes têm aplicado.



















.