Pular para o conteúdo principal

Psicologia - Ingredientes essências à satisfação conjugal

O casamento e a vida conjugal, quando vividos com satisfação, são das fontes mais importantes de bem-estar; para muitos, mais ainda do que o sucesso profissional e os bens materiais. Pelo contrário, as pessoas que não estão felizes com o seu casamento, apresentam, uma maior vulnerabilidade a problemas de saúde física e emocional. É com bastante frequência, que a insatisfação conjugal desencadeia sentimentos depressivos, que se traduzem numa sensação de vazio e de desinteresse pela vida. Apesar da consciência da deterioração da qualidade da relação, muitas pessoas não reconhecem o seu contributo para essa insatisfação conjugal nem o seu papel na potencial alteração desta, existindo uma tendência para atribuírem toda a responsabilidade ao parceiro. Contudo, uma relação conjugal envolve sempre duas pessoas, sendo que o comportamento de um dos cônjuges influencia, inevitavelmente, o comportamento do outro. Assim sendo, ambos os companheiros são responsáveis por manter e enriquecer a sua relação, aumentando, desta forma, a satisfação com a mesma. Mas para isso, é necessário tempo e disponibilidade para a relação, para que possam ser criados e desenvolvidos os ingredientes essenciais a uma conjugalidade satisfatória e promotora de sentimentos de bem-estar e felicidade. Alguns desses ingredientes consistem no apoio emocional e na compreensão, isto é, na capacidade de escutar e estar atento aos sentimentos e às necessidades do outro. A pessoa necessita de se sentir compreendida, respeitada, valorizada e de sentir que o companheiro a apoia e se preocupa consigo. A partilha de sentimentos, opiniões e desejos, com o cônjuge é também um outro ingrediente que potencia um maior conhecimento, entendimento e confiança entre ambos. Para além destas componentes essenciais a uma relação conjugal satisfatória, é ainda muito importante que o casal tenha momentos de actividades realizadas em conjunto (ex. idas ao cinema, viagens a dois, prática de actividades desportivas em conjunto). Apesar de, por vezes, se tornarem difíceis de concretizar devido à sobrecarga do trabalho, das tarefas de casa e dos cuidados a prestar aos filhos, estes momentos a dois são imprescindíveis para fortalecer a relação e aumentar a proximidade e intimidade entre os cônjuges. Por último, a sexualidade é uma outra componente que deve ser alimentada e investida pelo casal na medida em que é essencial ao desenvolvimento do sentido do “nós” e à satisfação na vida conjugal! Lembre-se que esta depende não apenas do seu companheiro mas também de si!


Texto: Ana Filipa Pires (Psicóloga Clínica) - anafilipa.abt@gmail.com

Postagens mais visitadas deste blog

"Quem quer quentes e boas, quentinhas...."

O nosso magusto. Uma atividade intergeracional, uma tarde diferente para todos. Mais uma vez ressalvamos que as tradições devem ser mantidas, acolhendo as gerações futuras, obtendo o seu contributo e valorizando os costumes antigos reveladores da identidade sócio cultural de cada população ou grupo.
    A animar a festa, contámos com a boa vontade dos senhores, Joaquim Fontinha e Joaquim Sousa, que musicalmente alegraram os presentes. Um agradecimento especial a eles, por toda a disponibilidade em participar nas várias atividades de animação, ao longo do ano.







Grupo de cantares - Os nossos ensaios

* residentes erpi

Preparação da decoração de Natal

Já está em curso a preparação da decoração de Natal para as respostas sociais de centro de dia e lar. Os utentes\residentes estão empenhados nesta atividade. Postamos algumas fotografias que mostram bem a dedicação que os intervenientes têm aplicado.



















.